Tecnologia Agrícola
Cana-de-aš˙car: monitorar e controlar as pragas

Imagem: SXC
Imagem: SXC

Controlar as pragas da cana-de-açúcar é, sem dúvidas, um dos passos mais importantes para uma produção bem-sucedida. Um manejo inadequado diminui a produção de açúcar e etanol e, consequentemente, a rentabilidade no campo.

Sabemos que as brocas são as principais pragas da cana-de-açúcar. Com apenas 1% de infestação, a broca-da-cana pode gerar uma perda equivalente de 35 quilos de açúcar e 30 litros de álcool por hectare.

Desde 2017, entretanto, contamos com a tecnologia da cana Bt para nos auxiliar no combate às brocas. A tecnologia ajuda também a controlar outros insetos-praga que prejudicam nossa produção. Mas, além da adoção da variedade Bt, o Manejo Integrado de Pragas (MIP) também oferece alternativas para controle de insetos, plantas e microrganismos que prejudicam o desenvolvimento da lavoura.

Na cultura da cana-de-açúcar o uso do controle biológico é uma prática corriqueira e eficiente. Para o controle das brocas, o método mais comum é a utilização de parasitoides naturais, como:

- Cotesia flavipes;
- Trichogramma galoi;
- Metagonystilum minense;
- Paratheresia claripalpis.

No controle de cigarrinhas, microrganismos como o fungo Metarhizium anisopliae são muito utilizados.

O controle cultural também faz parte do MIP. Na cana-de-açúcar ele é feito pela destruição dos restos de cultura, escolha correta das épocas de plantio e colheita, rotação de culturas e pelo não plantio de plantas hospedeiras de insetos-praga nas proximidades da lavoura.

O uso do controle químico também é presente, porém, em menores quantidades quando comparamos a cana a outras culturas. Para o controle das brocas, esse tipo de manejo deve ser realizado na região do palmito da planta. A abordagem química, entretanto, pode ser pouco eficiente devido ao hábito de vida da lagarta. Para outras pragas, como cigarrinhas, cupins, besouros e formigas, por exemplo, o controle químico por inseticidas sistêmicos é mais recomendado.

É importante lembrar sempre que o monitoramento das pragas na cultura da cana deve ser contínuo. Aplicações de inseticidas são recomendadas apenas quando o nível de dano for atingido. A utilização conjunta dos diferentes métodos de controle garante uma produção mais sustentável.


Fonte: Canal Rural


RGB Comunicação - Agência de Internet e Produtora de Vídeo
Rua das Orquídeas, 29 – Chácara Recreio Planalto – CEP 14176-416 – Sertãozinho/SP
E-mail: biocontrol@biocontrol.com.br
antalya escort bayan antalya escort
escort bayan maltepe escort kadıköy escort ataşehir escort maltepe escort ataşehir escort istanbul escort bayan istanbul escort